MENSAGENS

Paisagens de outono…

11 jul 2020 • por Katy Cardoso • 2 Comentários

Por Frei Erivan Araújo de Souza

As paisagens de outono quando caem as folhas ao chão, as árvores ficam despidas totalmente, pelo menos é o que se consegue perceber aqui em Roma… ou em quase toda parte da Europa.

Acontece quando o vento sopra forte, os tapetes nas vias e dá aquela melancolia só de olhar para os plátinos, dá uma tristeza enorme. Clima e cenário perfeito para os poetas. Parece que a inspiração brota imediatamente, como uma simbiose, esta união entre ser e poesia.

O clima dá um frescor na alma, traz a paisagem que passa por dentro da janela do mais profundo viver. Para, sente e extasia com a docilidade de viver todo esse momento.

Cada passo que se dá é ao mesmo tempo estar e ser. Ser significando viver sem pressa, impossível pensar neste tempo do corre-corre, da não contemplação, do querer preencher os espaços vazios com palavras, argumentos, problemas, situações.

Não é bem verdade que o poeta só viva no país de Alice e sem um chão para pisar, no mundo da lua, inverdades imperfeitas. O poeta garimpa o lado extraordinário do viver. me lembro muito bem que são Francisco e Jesus de Nazaré sempre se retirava para lugares distantes para sentir Deus nas suas imensas manifestações maravilhosas.

Trecho Do livro: Em Folhas Ao Vento… Ciclos Da Vida de Frei Erivan Araújo

Comente Aqui
 
2 Comentários
  1. Erivan Araújo de Souza   ///   11/07/2020 - 09H58

    Bom voltar a este aspecto da vida. Grato katy, me sinto feliz de ser hóspede aqui, nesta casa multicultural e cheia de novidades!

  2. Katy Cardoso   ///   11/07/2020 - 11H15

    Iremos nos deliciar com suas belas mensagens.

Posts Anterior
Próximo Post